Manual Esfera 2011 em espanhol e outros idiomas

Traduzidos para o espanhol, francês, árabe, russo, alemão e criollo, o Manual Esfera 2011 é distribuído para 17 países desde 23 de junho.

De Cochabamba, na Bolivia, a Abu Dhabi, nos Emirados Arabes Unidos, e de Ottawa, no Canadá, a Kinshasa, na República Democrática do Congo, as traduções do Manual Esfera são apresentadas em cerca de vinte lançamentos ao redor do mundo.


O lançamento da versão em Inglês do Manual ocorreu em abril passado. “As normas do Manual Esfera tornaram-se padrões de excelência em matéria de assistência humanitária”, disse na ocasião, o Secretário-Geral para Assuntos Humanitários das Nações Unidas, Valerie Amos.


O Manual Esfera estabelece um conjunto de princípios e normas comuns ou universais mínimas e aplicáveis ​​a todos os setores básicos da resposta humanitária: água, abrigo, alimentação e saúde.
Propõe uma terminologia comum e orientação, a fim de garantir a eficiência e a responsabilidade na resposta humanitária.

A edição de 2011 incorporou um novo capítulo, Princípios de proteção, onde considera a proteção e segurança das populações afetadas pelos conflitos armados ou desastres naturais como parte integrante da resposta humanitária. Também aborda questões emergentes como as alterações climáticas, redução do risco de desastres, recuperação rápida de serviços e meios de subsistência, as transferências de renda e relações civis-militares.

Entender e apoiar as repostas locais aos desastres é uma prioridade, e isso se reflete em todo o Manual, que também destaca a necessidade de reforçar todas as capacidades dos atores locais.


Na extensa revisão que precederam a edição de 2011 do Manual Esfera com a participação de mais de 650 especialistas de cerca de 300 organizações em cerca de 20 países. Todas as agências relevantes das Nações Unidas participaram do processo.

O Manual Esfera foi criado por um grupo de organizações não governamentais de ajuda humanitária e pela Cruz Vermelha Internacional e Crescente Vermelho. Desde a publicação da edição preliminar em 1998, foi traduzido para mais de 40 idiomas, tornando o conjunto de regras a resposta humanitária conhecido e reconhecido internacionalmente.


O norte do manual é a Carta Humanitária, que descreve os princípios fundamentais que regem a ação humanitária e reconhece o direito das populações afetadas por desastres à vida com dignidade, a proteção e assistência Na nova edição, a Carta Humanitária foi totalmente revisada para incluir uma terminologia mais clara e fortalecer os laços com as normas.

As normas básicas e mínimas refletem as melhores práticas do setor. As regras básicas ser referem ao planejamento e implementação da resposta humanitária. Cobrem quatro conjuntos de atividades relativas a setores cruciais: água e saneamento; segurança alimentar e nutrição; abrigo e artigos não-alimentários; e saúde. Todos estes foram significativamente revistos para esta nova edição.

O Projeto Esfera, uma iniciativa única voluntário, é um consórcio composto de agências humanitárias e de algumas das maiores e mais antigas organizações do setor. Tem como objetivo melhorar a qualidade de assistência prestada às pessoas afetadas pela catástrofe ou conflito armado, bem como a prestação de contas dos Estados e organizações humanitárias para seus colaboradores, seus doadores e as populações afetadas.

Download do livro: http://www.sphereproject.org/content/view/720/200/lang,spanishf/ )

Mais informações: www.sphereproject.org

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *